O teste ergométrico serve para avaliar amplamente o funcionamento cardiovascular, quando submetido a esforço físico gradualmente crescente, em esteira rolante. São observados os sintomas, os comportamentos da frequência cardíaca, da pressão arterial e do eletrocardiograma antes, durante e após o esforço. Os principais objetivos do teste são diagnosticar e avaliar a doença arterial coronária. Avalia também: a capacidade funcional cardiorrespiratória; detecção de arritmias, de anormalidades da pressão arterial e de isquemia miocárdica; avaliar surgimento de sopros, sinais de falência ventricular esquerda e dos eventuais sintomas que podem acompanhar essas disfunções; avaliação funcional de doença cardíaca já conhecida; prescrição de exercícios físicos. Quando o Teste Ergométrico é indicado? Sua indicação é bastante ampla, ocorrendo para: - Doença Arterial Coronária - Hipertensão Arterial - Arritmias - População sadia ou aparentemente normal - Indicações especiais Quais as contraindicações do Teste Ergométrico? O teste ergométrico é contraindicado para portadores de: - Doença arterial coronária que estão instáveis (sintomas progressivos ou que ocorrem em repouso, angina instável, infarto em evolução) ou que apresentam obstrução no tronco da artéria coronária esquerda ou equivalente; - Arritmias não controladas; - Miocardites e pericardites agudas; - Estenose aórtica grave; - Hipertensão arterial grave; - Embolia pulmonar; - Qualquer enfermidade aguda; - Limitação física ou emocional; - Intoxicação medicamentosa; - Gestação.